ITIL: O que muda entre a versão 2 e 3 ?

04 Oct 2010

A versão 3 da ITIL foi lançada em 2007, apesar disso, a maioria das implementações nas organizações são baseadas na versão 2. Isso porque os conceitos e processos são mais fáceis de serem entendidos e implementados, e todo o investimento feito até então não pode simplesmente ser deixado de lado.

A OGC, na minha visão foi muito feliz no lançamento desta nova versão. A ITIL V3 é uma grande evolução da versão anterior. O núcleo da ITILV2 eram os livros de “Entrega de Serviços” e “Suporte a Serviços”. Nesta abordagem, não havia uma seqüência clara de implementação dos processos, e nem um foco muito grande em estratégia e melhoria dos processos.

A versão 3 pega todos os 10 processos e uma função da ITIL v2 e os distribui em 5 estágios/livros:

  • Estratégia de Serviço
  • Desenho de Serviço
  • Transição de Serviço
  • Operação de Serviço
  • Melhoria Continuada

Os processos da ITILV2 foram distribuídos dentro destes estágios, novos processos foram criados, e outros foram “desmembrados”. Por exemplo, na versão 2, o processo Gerenciamento de Capacidade tinha uma atividade que era o Gerenciamento da Demanda. O Gerenciamento de Capacidade na versão 2 misturava a gestão da Capacidade dos itens de configuração(técnico) com o monitoramento do negócio por serviços de TI(gestão). Na versão 3, o Gerenciamento de Demanda virou um processo a parte e foi colocado no estágio estratégia de serviço. A idéia é pensar na demanda que certo serviço terá, antes mesmo do desenho e configuração do mesmo.

A ITIL V3 pensa no ciclo de vida do serviço, já que todo serviço nasce a partir de uma necessidade do negócio (novos produtos, novas tecnologias que aumentam produtividade, reduzem custos e etc), é desenhado, utilizado e descartado quando não tiver mais utilidade, ou quando outra tecnologia assumir seu lugar.

Falando resumidamente sobre os estágios, a estratégia tem o foco em verificar o valor (benefício/retorno) de um novo serviço para o negócio, bem como os custos envolvidos e sua demanda. O desenho irá fazer a configuração dos itens de configuração que juntos irão formar um serviço, levando em conta requisitos de disponibilidade, continuidade dos serviços entre outros pontos, identificados na estratégia. O estágio de transição terá a responsabilidade de construir os serviços e disponibilizá-los no ambiente de produção de forma segura. A operação de serviço terá foco em manter os serviços funcionando. A melhoria contínua tem o foco ajustar os serviços de acordo com as mudanças do negócio, além de atuar na melhoria contínua de todos os processos em todos os estágios.

A figura que representa todo este ciclo de vida é a abaixo:

O objetivo deste post é fazer uma introdução ao assunto. Nos próximos posts iremos detalhar melhor os estágios e processos.

E você? Já se certificou na ITIL V3? Está estudando para tal? Pretende estudar? O que achou? Compartilhe conosco sua experiência.

(Este post pode ser conferido também no ProfissionaisTI através do endereço http://www.profissionaisti.com.br/2010/05/conhecendo-a-versao-3-da-itil/)

Um grande abraço a todos. Até breve!

RELATED POST
6 comments

Leave a reply

Comentários recentes

Categorias

Pesquisa ITSM

A TI da sua empresa utiliza uma ferramenta para registrar as solicitações de suporte?

View Results

Loading ... Loading ...

Calendário

October 2010
M T W T F S S
« Sep   Nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Parceria #GTI e TIEXAMES

Compre cursos na TIEXAMES e usando o voucher GTI você ganha 15% de desconto!

Sites Parceiros